Eficácia do Ablatherm® HIFU

Two doctors

Eficácia em longo prazo

Um estudo multicêntrico, realizado entre 1995 e 2000 em 402 pacientes em 6 locais europeus, mostra um desaparecimento do tecido canceroso em 87% dos pacientes tratados inicialmente com HIFU. Uma publicação científica recente (1), que inclui também vários centros na Europa, confirma a eficácia a longo prazo do Ablatherm® HIFU (acompanhamento de 9 anos para certos pacientes).


(1) First Analysis of the Long-Term Results with Transrectal HIFU in Patients with Localised Prostate Cancer, Andreas Blana et al, European Urology 53 (2008) 1194-1203

Preservação da continência e da função erétil

98% dos pacientes não encontram nenhum problema de incontinência (2) e 87% conservam sua potência sexual quando a termoablação é realizada com uma estratégia de preservação dos nervos eretores (3).


(2) The Status of High-Intensity Focused Ultrasound in the Treatment of Localized Prostate Cancer and the Impact of a Combined Resection, C. Chaussy, S. Thüroff, Munich-Harlaching University, Germany, Current Urology Reports, Volume 4, Issue 3, 2003: 248
(3) High-Intensity Focused Ultrasound and Localized Prostate Cancer: Efficacy Results from the European Multicentric Study, S. Thüroff et al, Journal of Endourology, Volume 17, Number 8, October 2003

Controle eficaz do câncer

Segundo uma revista da literatura internacional conduzida pela Associação Francesa de Urologia (4) que trata da eficácia e da tolerância da termoablação para os pacientes que apresentam um câncer localizado da próstata, que receberam tratamento inicial de Ablatherm® HIFU, observou-se que até 93% (64 a 93%) dos pacientes apresentam os critérios de cura.


(4) High-intensity focused ultrasound in prostate cancer; a systematic literature review of the French Association of Urology, Xavier Rebillard et al, BJU International 2008 1464-410X.2008.07504.x


Um centro líder em termoablação na Europa, a equipe do Caritas Saint Joseph na Alemanha relata 8 anos de experiência (5) com uma série de 163 pacientes. Depois de um acompanhamento médio de quase 5 anos, 92,7% dos pacientes apresentam biópsias de controle negativas. Mais de 98% dos pacientes não relatam nenhum problema de incontinência grave. A preservação das ereções depende da estratégia de tratamento escolhida pelo paciente e seu urologista.


(5) Eight Years’ Experience With High-Intensity Focused Ultrasonography for Treatment of Localized Prostate Cancer, Andreas Blana et al, Journal of Urology 2008.06.062

Eficácia do Ablatherm® HIFU para as recidivas após a radioterapia

Os Doutores Albert Gelet e o FJ Murat do serviço de urologia do Hospital Edouard Herriot em Lyon foram os pioneiros do tratamento das recidivas loais após a radioterapia. Um artigo dos Doutores Murat e Poissonnier publicado na revista europeia Urology 2008 (6) descreveu uma série de 167 pacientes tratados com essa indicação. O resultado é muito satisfatório em 10 anos de acompanhamento com 73% das biópsias de controle negativas e uma morbidez aceitável nessa população de risco, que vê a oferta de uma nova oportunidade terapêutica.


(6) Mid-term Results Demonstrate Salvage High-Intensity Focused Ultrasound (HIFU) as an Effective and Acceptably Morbid Salvage Treatment Option for Locally Radiorecurrent Prostate Cancer, François-Joseph Murat et al, 2008 European Urology, doi:10.1016/j.eururo.2008.04.091

Tratamento focal

A equipe do professor Guy Vallancien (IMM Paris) ganhou recentemente o prêmio de melhor estudo (7) por seus trabalhos vanguardistas sobre uma abordagem de "controle da doença" por termoablação. De 1997 a 2000, 12 pacientes foram tratados "focalmente" por Ablatherm® HIFU. Dez anos mais tarde, nenhum faleceu de câncer da próstata. Tampouco foi informado efeito secundário significativo, nem metástases. Sobre o período de acompanhamento, 5 pacientes se beneficiaram de um tratamento complementar sem aumentar as complicações.


(7) Focal therapy with HIFU for prostate cancer in the elderly: A feasibility study with 10 years follow-up, Department of urology, Institut Montsouris, Université Paris Descartes, France ; FTW, Amsterdam 2009

 

 

Last update November 19, 2010.